Curso NR35 em Belo Horizonte.

Ficou interessado nos nossos cursos? Matricule-se agora mesmo! 

Matricule-se já!

clientes curso NR10 BH

Curso NR35 - mínimo de 08h

Curso NR35 Reciclagem - mínimo de 08h

Curso NR35 Multiplicador - 40h / Reciclagem - mínimo de 08h

Curso NR 35 Resgate em altura - 8h

Curso NR 35 Totalmente em Inglês - 8h

Conteúdo programático do Treinamento NR35 realizado em Belo Horizonte carga horária mínima 08 horas.

  • Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura.
  • Análise de Risco e condições impeditivas.
  • Riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle.
  • Sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva.
  • Equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso.
  • Acidentes típicos em trabalhos em altura.
  • Condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros.

Equipe de instrutores do Curso NR35

Formada por profissionais habilitados e habituados a trabalho em altura, com sólida formação e proficiência conforme exigências do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE. Engenheiros Eletricistas, de Segurança e Tecnicos de segurança nível superior, pós-graduado em resgate e emergências e bombeiros militares atuantes.

Local dos cursos e treinamentos da nova NR35

Parte Teórica

MA CONSULTORIA E TREINAMENTOS LTDA
Rua General Aranha, 100 - Bairro Jaraguá/Aeroporto - Belo Horizonte – MG

Parte Prática de campo

Mesmo endereço ou nas instalações da empresa contratante.
Em nossa sede possuímos um laboratório próprio que ambienta o trabalhador em suas condições de trabalho, com andaimes, plataformas, poste, escadas, alpinismo industrial e muito mais.

Cuidado curso nr35 online não são válidos por não possuírem a parte prática em campo.

 

 

Como no curso nr35 Senai, aqui o certificado é válido em todo o brasil.


Treinamento NR 35 é realizado em todo o Brasil tendo a estrutura necessária para a realização da prática com segurança. Encaminhamos nossos profissionais para realização "In Company".

 

Ficou interessado nos nossos cursos? Matricule-se agora mesmo! 

Matricule-se já!

Requisitos para realizar o curso NR35 de acordo com as normas da MA Consultoria:

curso nr35 valor: Valorize sua saúde e sua família invista em segurança.

Ser maior de 18 anos. Escolaridade mínima – que o treinando saiba ler e escrever. O aluno DO CURSO NR35 deve vir com uma roupa confortável, botina para padrão de canteiro de obra, capacete, óculos, luvas, cinto de paraquedista, talabarte e os de habituais usos referente a atividade a ser realizada em obras.

Atenção: Não é permitido o uso de bermudas, saias, chinelos, sandálias, sapatos com saltos plataforma e qualquer tipo de vestimenta que o instrutor julgue inadequada para a realização do treinamento de altura. É recomendado o uso de bloqueador solar e de preferencia óculos de proteção escuros.

Toda certificação do Curso NR35 tem a validade de 02 anos e é valido em todo território nacional, acontecendo a reciclagem no periodo de menos de um ano do seu vencimento, podendo ser realizada no mesmo local da certificação inicial.

O mesmo vale para os Treinamentos e Curso NR35 Multiplicador:

O empregador deve realizar treinamento periódico bienal e sempre que ocorrer quaisquer das seguintes situações:

a) mudança nos procedimentos, condições ou operações de trabalho;

b) evento que indique a necessidade de novo treinamento;

c) retorno de afastamento ao trabalho por período superior a noventa dias;

d) mudança de empresa.

O treinamento periódico bienal deve ter carga horária mínima de oito horas, conforme conteúdo programático definido pelo empregador.

Temos o curso nr35 pdf para quem quizer relembrar alguns tópicos ou se preparar para as aulas em sala.

CURIOSIDADES E TERMOS DA NORMA - 35 - TRABALHO EM ALTURA

 

Absorvedor de energia: dispositivo destinado a reduzir o impacto transmitido ao corpo do trabalhador e
sistema de segurança durante a contenção da queda.

Análise de Risco - AR: avaliação dos riscos potenciais, suas causas, consequências e medidas de controle.

Atividades rotineiras: atividades habituais, independente da freqüência, que fazem parte do processo de
trabalho da empresa.

Cinto de segurança tipo paraquedista: Equipamento de Proteção Individual utilizado para trabalhos em
altura onde haja risco de queda, constituído de sustentação na parte inferior do peitoral, acima dos ombros
e envolto nas coxas.

Condições impeditivas: situações que impedem a realização ou continuidade do serviço que possam
colocar em risco a saúde ou a integridade física do trabalhador.

Fator de queda: razão entre a distância que o trabalhador percorreria na queda e o comprimento do
equipamento que irá detê-lo.

Influências Externas: variáveis que devem ser consideradas na definição e seleção das medidas de
proteção, para segurança das pessoas, cujo controle não é possível implementar de forma antecipada.

Permissão de Trabalho - PT: documento escrito contendo conjunto de medidas de controle visando o
desenvolvimento de trabalho seguro, além de medidas de emergência e resgate.

Ponto de ancoragem: ponto destinado a suportar carga de pessoas para a conexão de dispositivos de
segurança, tais como cordas, cabos de aço, trava-queda e talabartes.

Profissional legalmente habilitado: trabalhador previamente qualificado e com registro no competente
conselho de classe.

Riscos adicionais: todos os demais grupos ou fatores de risco, além dos existentes no trabalho em altura,
específicos de cada ambiente ou atividade que, direta ou indiretamente, possam afetar a segurança e a
saúde no trabalho.

Sistemas de ancoragem: componentes definitivos ou temporários, dimensionados para suportar impactos
de queda, aos quais o trabalhador possa conectar seu Equipamento de Proteção Individual, diretamente ou
através de outro dispositivo, de modo a que permaneça conectado em caso de perda de equilíbrio,
desfalecimento ou queda.

Suspensão inerte: situação em que um trabalhador permanece suspenso pelo sistema de segurança, até o
momento do socorro.

Talabarte: dispositivo de conexão de um sistema de segurança, regulável ou não, para sustentar,
posicionar e/ou limitar a movimentação do trabalhador.

Trabalhador qualificado: trabalhador que comprove conclusão de curso específico para sua atividade em
instituição reconhecida pelo sistema oficial de ensino.

Trava-queda: dispositivo de segurança para proteção do usuário contra quedas em operações com
movimentação vertical ou horizontal, quando conectado com cinturão de segurança para proteção contra
quedas. 

 

Ficou interessado nos nossos cursos? Matricule-se agora mesmo! 

Matricule-se já!